Buscar
  • solucoesambientais23

7 Dicas imperdíveis de como plantar a melhor Beterraba do mundo!

Veja abaixo 7 Dicas de como plantar a melhor Beterraba do mundo

de um modo muito fácil e prático!

beterraba beterrabas

1 - Clima

A beterraba gosta mais de climas amenos, porém alguns cultivares vão bem em temperaturas mais altas, evitando solos encharcados.



2 - Luminosidade

Beterraba gosta de luz. Uma dica é deixar ao menos algumas horas por dia sob luz direta do sol. Porém, vale lembrar que se trata de um tubérculo que gosta de temperaturas amenas.



3 - Solo

Evite solos encharcados e declivosos. Plantio de beterraba é sensível à acidez do solo, desenvolvendo-se melhor em pH entre 6,0 e 7,5. O solo deve estar bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica.



4 - Plantio

Para não errar, semeie e plante entre os meses de abril e junho, porém em regiões do Sul, mais frias e sujeitas a geadas, esse período de plantio pode ser estendido até o mês de agosto.

O cultivo pode-se dar em sistema de semeadura direta ou plantio por mudas. As mudas podem ser semeadas em tubetes ou sementeiras, o que ajuda a evitar a contaminação da semente.

A beterraba possui glomérulos que contém, de cada um, 3 a 4 sementes. Para o plantio direto, recomenda-se colocar as sementes em água durante 12 horas e em seguida lavar em água corrente, deixando secar a sombra.

O plantio direto pode ser por semeadura em canteiros definitivos com 30 cm de altura e 0,9 metros de largura. Fazer sulcos de 30cm e com 2cm de profundidade, colocando uma semente a cada 5 cm , podendo também ser cultivada em vasos.


5 - Irrigação

Irrigue com frequência deixando o solo úmido, mas nunca deixe o solo ficar encharcado. Isso prejudica o desenvolvimento da beterraba.


6 - Tratos culturais

Recomenda-se incorporar ao solo adubos orgânicos como esterco de gado ou esterco de aves, todos bem curtidos, em torno de 2 kg/m2.

Dentre os nutrientes mais exigidos pela cultura da beterraba, destaca-se o nitrogênio (N), pela contribuição para o aumento da produtividade, por promover a expansão foliar e acúmulo de massa de folhas e raízes.

Neste sentido, a adubação com AduBio® além de proporcionar uma adubação rica em nitrogênio (11 % de N), possui em sua composição outros macro e micronutrientes, em especial o enxofre, bastante importante para a produção da beterraba e está presente na composição do AduBio® em quantidade de 1,5%. Além disso, o AduBio® possui liberação lenta de nutrientes, mantendo uma nutrição equilibrada ao longo do ciclo da cultura, garantindo uma boa produtividade.

Por fim, recomenda-se adubação com AduBio® em uma quantidade de 50 a 100 g/m2 podendo ser misturados a outros adubos orgânicos ou químicos. Para produções comerciais a aplicação de menores ou maiores quantidades de nutrientes no plantio, dependerá de fatores como adubação orgânica anterior, interpretação da análise do solo e orientações técnicas.

Fique de olho no seu plantio e zele por ele: Plantios de beterraba são atacados principalmente por plantas daninhas que concorrem por recursos e nutrientes. É necessário acompanhar o plantio sempre eliminando as possibilidades de infestação. Caso haja infestação por fungos, um método interessante é o tratamento com calda bordalesa.

Importante: não deixe raízes expostas, elas podem endurecer e fazer você perder benefícios da beterraba. Sendo assim, cubra sempre as raízes com palha, folhas e terra.


7 - Colheita


A colheita da beterraba varia de acordo com seu cultivo, mas em geral as raízes são colhidas quando apresentarem diâmetro de 8 a 12 cm e comprimento de 7 cm, que ocorre mais ou menos em 80 dias após a semeadura. Não deixe passar muito do tempo de colheita, pois as raízes ficam duras.

Uma dica legal é que as folhas da beterraba podem ser cozidas para consumo humano.

Fonte: https://ciclovivo.com.br/mao-na-massa/horta/plantar-beterraba-organica/

Imagens: https://www.pexels.com/pt-br/


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo